piscina & spa

  • Twitter
  • Facebook
  • RSS feed

CIRCUITO PELA SERRA DO MARÃO E PELA CIDADE DE AMARANTE

Amarante é uma espécie de placa giratória entre o litoral e o interior e entre o Douro e o preâmbulo do Minho que são as Terras de Basto.

A serra do Marão e o rio Tâmega marcam Amarante.

 

O que fazer:

Começar por visitar o pico do Marão com as suas magníficas paisagens, seguido do Parque de Merendas da Lameira e a Capelinha da Nossa Senhora de Moreira.  

A 500m da Pousada, pode visitar as instalações e linhas de engarrafamento da famosa Água do Marão, e a 5km, nas fraldas da serra, o viveiro de trutas.

Descendo até à cidade de Amarante, poderá visitar o seu centro histórico, o monumental conjunto constituído pelo Mosteiro e Ponte de S. Gonçalo, que constituem um conjunto surpreendentemente harmonioso, tendo em conta que estão ali representadas épocas e estilos diferentes.

Para além destes dois monumentos mais emblemáticos da cidade, o seu centro histórico reúne ainda um conjunto notável de outros edifícios e monumentos, entre os quais, as Igrejas de S. Pedro e S. Domingos, o Solar de Magalhães, a Casa da Cerca e a Casa de Teixeira de Pascoaes.

Não deixe ainda de visitar, o museu municipal Amadeu Souza Cardoso (escultura, arqueologia e azulejaria), com entrada livre de 3ª Feira a Domingo 10h00 - 12h30 | 14h00 - 17h30.  

Amarante dispõe ainda de Campo de Golfe, com percurso de 5085m, Club-house, restaurante, bar e piscina.

Se gosta de caça ou pesca, dirija-se à Junta de Freguesia de Ansiães ou ao Clube de Pesca de Amarante, onde obterá todas as informações necessárias à sua prática.

 

 

CIRCUITO POR VILA REAL

O concelho divide-se por duas zonas bem distintas. A zona predominante é granítica, com grandes tractos de Pinhal e cultura de milho. A zona sueste apresenta solo xistosoe enquadra-se na região demarcada do Douro. 

 

Locais a visitar:

Museu de Vila Real: exposição de numismática e arqueologia. Funciona também como área de exposições de pintura, artesanato e escultura. Aberto de 3ª Feira a 6ª Feira 10h00 - 12h30 | 14h00 - 18h00 e Domingos 14h00 - 18h30.  

Museu de Geologia de Vila Real: entrada livre de 3ª Feira a 6ª Feira 9h00 -12h30 | 14h00 - 17h00.  

Fundação da Casa de Mateus: é uma das instituições culturais mais ativas do país. Poderá visitar o interior da Casa constituído por mobiliário de diferentes épocas e pinturas do séc. XVII e XVIII, a Capela e os Jardins de estilo barroco. Aberto todos os dias de Maio a Outubro das 9h00 - 19h30 e de Novembro a Abril das 9h00 - 18h00. Encerra ao público a 25 de Dezembro. 

Capela de São Brás: atribuída à época de transição do séc. XIII para o séc. XIV.

Capela da Misericórdia: a sua construção iniciou-se em 20 de Março de 1532, por ordem do Adobe de Moucos, D. Pedro de Castro.

Igreja da Nossa Senhora da Guadalupe: construída no séc. XV.

Igreja de São Domingos: era a antiga Igreja do convento do mesmo nome, construído no séc XVII. A torre sineira foi erguida em 1742.

Parque Natural do Alvão: situado na cadeia montanhosa definida pelas serras do Alvão e Marão, abrange uma área de 7220hectares. A apenas 30km de distância da Pousada, o Parque Natural do Alvão transcende em paisagem a sua relativa reduzida dimensão.  

Mondim de Basto: a estrada que liga Vila Real a Mondim de Basto, nomeadamente a partir do ponto denominado Alto de Velão, é uma das mais panorâmicas de Trás-os-Montes, oferecendo vistas de uma grandeza magnífica, em que as manchas florestais alternam com descarnados afloramentos rochosos e as linhas de água cavam vales fundos, onde se aninham as aldeias rústicas. Chegando a Mondim de Basto, aconselhamos a subida ao Monte Farinha (Nossa Senhora da Graça), com paragem para visitar a capela e deslumbrar-se com a magnífica paisagem sobre as serras do Marão e Alvão.    

 

 

CIRCUITO PELO DOURO

 Região classificada como Património Mundial da Humanidade, proporciona paisagens maravilhosas do rio Douro e seus vinhedos. O vinho e a vinha estão diretamente ligados a esta região, cuja economia gira à sua volta.

 

O que visitar:

Mesão Frio

Vila antiga e nobre com charme e história. No património edificado, merecem destaque dois monumentos medievais: 

Convento de São Franscisco: antigo convento dos Frades Franciscanos, entretanto adaptado para receber os serviços municipais, onde é possível admirar o alçado frontal e o clautro com a sua fonte decorativa.

Igreja de S. Nicolau: monumento românico-gótico.

As suas paisagens são deslumbrantes, destacando-se o Miradouro de S. Silvestre, que proporciona uma das mais belas vistas sobre o Douro.

 

Peso da Régua

Cidade ligada à produção e comércio do Vinho do Porto desde 1678. Os acessos até Peso da Régua podem ser feitos por via rodoviária, ferroviária ou fluvial. Para visitar as Caves do Vinho do Porto, dirija-se ao Posto de Turismo. Para fazer cruzeiros/passeios de barco pelo Douro, dirija-se ao Cais de Peso da Régua.   

 

Lamego

Cidade com pequena população, mas de encantos magníficos.

Sé Catedral de Lamego: raízes medievais. Construída no séc. X.

Museu de Lamego: antigo Paço Episcopal em 1786. Alberga hoje o Mudeu de Lamego construído de 1901 a 1922, com magníficas obras de arte e arqueologia. 

Santuário de Nossa Senhora dos Remédios: datado do séc. XVIII, construído em granito e com uma escadaria monumental de 662 escadas, em estilo ''rocaille', proporcionando uma excecional miradouro sobre a cidade.   

 

Santa Marta de Penaguião

É um concelho de pequena dimensão, mas um dos mais ricos desta região, devido à intensa cultura da vinha. Uma visita a qualquer uma das adegas existentes, onde envelhecem vinhos sublimes e onde se podem provar alguns néctares, é um momento bastante aprazível.  

Artesanato: as formas de artesanato mais importantes são as que se relacionam com a vinicultura, nomeadamente, a cestaria e a tanoaria, para além da tapeçaria, rendas e bordados.

Igreja da Cumeeira: datada do séc. XVIII, é o maior edifício de valor arquitectónico deste concelho, obra do italiano Nicolau Nasoni, autor das pinturas das paredes e tecto.

 

Baião

As terras de Baião são montanhosas (serra do Marão e da Aboboreira). A paisagem varia entre zonas de montanha e encostas e zonas ribeirinhas. Nos altos das serras, os horizontes são desafogados e o terreno é apto apenas para a pastorícia. Por outro lado, nos refegos das ladeiras do Douro, a vegetação é luxuriante, constituída por milho, vinha, laranjais e matas frondosas.

Casa do Lavrador - Museu Rural e Etnográfico: é mais do que uma herança de tradições e memórias. Ainda hoje se podem partilhar aqui vivências, sons e sabores com raiz na história colectiva local. Aberto das 9h00 - 13h00 | 14h00 - 20h00.

Centro Interpretativo do Vinho e da Vinha - Mosteiro de Santo André de Ancede: desde os inícios do século XII, altura em que o Mosteiro de Santo André de Ancede foi fundado, que a sua história se encontra intimamente relacionada com a produção e comercialização de vinho. Desde a época medieval que o vinho produzido no seu couto era canalizado para a cidade do Porto, integrando os circuitos comerciais do rio Douro. Espaço aberto mediante marcação prévia através do Museu Municipal ou do Posto de Turismo.

Núcleo de Arqueologia - Museu Municipal de Baião: o Núcleo de Arqueologia do Museu Municipal de Baião apresenta a exposição permanente"Campo Arqueológico da Serra da Aboboreira", sobre os vestígios da ocupação desta região desde a Pré-História até à Idade Média. Desta exposição, destaca-se a maqueta com 120 figurinhas humanas, que ilustra as diferentes fases de construção de uma anta e da respectiva mamoa (montículo em terra e pedra). Aberto das 9h00 - 12h30 | 14h00 - 17h30. Encerra aos fins-de-semana e feriados, exceto para marcações.

Fundação Eça de Queiroz - Núcleo museológico:  o núcleo museológico da Casa de Tormes permite dar a conhecer a vida e obra de Eça de Queiroz através dos seus objectos pessoais, mobília, quadros, fotografias, peças de decoração, presentes de amigos. Deste conjunto, sobrelevamos a secretária do Escritor que é a peça mais emblemática de todo o seu espólio. Aberto todos os dias de 3ª Feira e Domingo, incluindo feriados, das 9h00-13h00 | 14h00 - 17h00. Aos Domingos não se aceitam marcações de grupos.